A Lei do Funil

Larga para alguns (poucos), estreita para todos os outros!

Aqui se fala, umas vezes a sério outras a brincar, de coisas que nos irritam, alegram, entristecem ou, muito simplesmente, nos enfadam.

2009-03-15

Porquê tanta feira?

Há já muito tempo que me questiono porque razão denominamos os dias da semana por "feiras". Já me perguntei mesmo se tal se deveria à bem conhecida tendência do povo português para o comércio dos bens em desfavor da actividade produtiva dos mesmos.

Se fosse esse o caso esta denominação dos dias da semana teria a ver com uma sequência de "feiras" uma à segunda, outra à terça,... e por aí adiante até chegarmos ao sábado.

Mas afinal parece que esta teoria bacoca está profundamente errada.

Enfim, não se pode acertar sempre.

São Martinho«(...) Os primeiros cristãos adoptaram o primeiro dia da semana como o dia de oração e descanso. O Dies Dominica (Dia do Senhor) foi estabelecido oficialmente, no Império Romano, como o dia de oração e descanso, por um édito do Imperador Constantino, em 321 AD.

O Papa Silvestre I (314 a 335 AD), contemporâneo do Imperador Constantino, instituiu a semana canónica
Dies Dominica
Feria Secunda
Feria Tertia
Feria Quarta
Feria Quinta
Feria Sexta
Dies Sabati.
(...) Portugal é o único país da Europa em cuja língua se usa a semana canónica. Esta terá sido adoptada oficialmente durante o reinado do suevo Miro (569 a 582), na sequência do segundo concílio de Braga (572), por influência de São Martinho, abade-bispo de Dume, eleito bispo de Braga em 569. (...)»

"Os dias da semana" por João Casaca in Revista Ingenium nº 108, página 43

Bom..., mas não está tudo dito. Para percebermos melhor porque em Portugal se adoptou a semana eclesiástica temos de ir ao início da nacionalidade. Isto é, temos de avançar no tempo, sair do século IV e pular até ao século XII. E lá voltou o Arcebispo de Braga (outro, evidentemente) a ditar ordens...

«(...) Quando Portugal foi reconhecido como reino independente, em 1143, separando-se de Leão e Castela, grande parte da Espanha estava sob domínio dos árabes muçulmanos.

DJoaoPeculiar (6K) Braga, ao norte, era o grande Arcebispado de Portugal (os da Espanha estavam ocupados). É então que o Arcebispo de Braga, Primaz da nova nação, exige que se adopte em Portugal a semana eclesiástica.

A palavra feria, do latim tardio, originou festa e feira, em português. Por que adoptámos feira? Podemos fazer suposições: por um lado, como já vimos, há povos da África que estabeleciam uma conotação semelhante. Eram desconhecidos na época, mas o facto revela uma tendência. Por outro lado, as feiras têm sempre um aspecto festivo. Em certos casos, são autênticas FESTAS, como certas feiras de gado.

O facto é que, durante o século XII, Portugal adoptou essa nomenclatura para os dias da semana.(...)»

Luis Roque no Desenredo



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!