A Lei do Funil

Larga para alguns (poucos), estreita para todos os outros!

Aqui se fala, umas vezes a sério outras a brincar, de coisas que nos irritam, alegram, entristecem ou, muito simplesmente, nos enfadam.

2010-05-18

Então estamos tão bem e pedem-nos mais sacrifícios?


Nós, portugueses, continuamos convencidos de que se pode gastar à vontade...

«A economia portuguesa teve um bom crescimento no primeiro trimestre deste ano.
A verdade é que não estamos nada bem. (...) Gastamos mais de 10% acima do que produzimos, cobrindo a diferença com empréstimos externos!
O primeiro-ministro entusiasmou-se, como de costume, e proclamou Portugal “campeão europeu do crescimento”. Mas logo veio o anúncio oficial de novas e mais duras medidas para cortar o défice orçamental, já em 2010, para 7% do PIB (no PEC inicial prometia-se 8,3%). As pessoas ficam baralhadas.
Então estamos tão bem e pedem-nos mais sacrifícios?
A verdade é que não estamos nada bem. Mesmo aquela boa notícia é susceptível de dúvidas e pode não ter continuidade. Só que o Governo tem escondido a verdade. Nunca refere que gastamos mais de 10% acima do que produzimos, cobrindo a diferença com empréstimos externos. Ora os estrangeiros desconfiam de que te-
remos capacidade para pagar as dívidas e por isso foram subindo os juros nos empréstimos a Portugal, para compensar a percepção de um maior risco.

As medidas tomadas pela UE e pelo BCE e depois o anúncio de um novo PEC em Portugal já fizeram baixar esses juros – durante um dia. Tudo voltará atrás se hesitarmos na aplicação das novas restrições.»
Francisco Sarsfield Cabral no Página 1



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!