A Lei do Funil

Larga para alguns (poucos), estreita para todos os outros!

Aqui se fala, umas vezes a sério outras a brincar, de coisas que nos irritam, alegram, entristecem ou, muito simplesmente, nos enfadam.

2011-07-07

Comércio livre de armas: Não, obrigado!

Só quem nunca se tenha já sentido indignado ao ponto de identificar em si próprio instintos homicidas terá dúvidas sobre isto: há alturas na vida de uma pessoa que o melhor que pode acontecer, a ela e aos que a rodeiam, é essa pessoa não ter acesso fácil a nenhuma arma de fogo.

Se houver acesso fácil a uma arma e tal coincidir com um momento de cabeça quente qualquer pessoa pode vir a cometer um acto violento irreversível.

É principalmente por esta razão que sou firmemente a favor da proibição do comércio livre de armas de fogo.

Venda_de_Armas (204K)


Mas, note-se, isto não significa que eu considere que um cidadão não tem o direito de pegar em armas se a tal for compelido pelo facto da sociedade se demitir da obrigação que tem de o proteger - a si e aos seus - dos actos criminosos.

Para mim, é absolutamente inaceitável que uma sociedade organizada (o Estado) exija dos cidadãos cumpridores comportamentos que os deixam desprotegidos e, simultaneamente, por inépcia e falta de vigor na aplicação da justiça, deixe o caminho livre aos criminosos.

Numa situação dessas acredito que os cidadãos livres têm o direito de se rebelar e não aceitar o destino de vítimas a que o desleixo e a inépcia do Estado os condena.

O melhor caminho para a harmonia social é a existência de uma justiça efectiva, aplicada em tempo útil e com o equilíbrio que se espera de quem está a punir e não a vingar.

Etiquetas: , ,



1 Comments:

Anonymous alfacinha said...

Sigo de bom grado a sua lógica, as armas têm de ser proibida

domingo jul 10, 01:51:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!