A Lei do Funil

Larga para alguns (poucos), estreita para todos os outros!

Aqui se fala, umas vezes a sério outras a brincar, de coisas que nos irritam, alegram, entristecem ou, muito simplesmente, nos enfadam.

2009-03-27

Um enunciado falso pode implicar tudo o que se queira


Bertrand Russel
Uma vez o filósosofo e matemático Bertrand Russell discutia acerca de enunciados condicionais (do tipo "se/então"), afirmando que um enunciado falso pode implicar tudo o que se queira.

Um ouvinte céptico observou-lhe:

- Quer dizer que, se 2+2=5, então o senhor é papa?

- Obviamente !, respondeu Russell que argumentou assim:


Papa Pio XI
- Se aceitarmos que 2+2=5, concordará que, subtraindo 2 a cada um dos membros, obteremos 2=3. Então também 3=2. Subtraindo 1 a cada um dos membros, ficamos com 2=1. Visto que eu e o papa somos 2 e 2=1, o papa e eu somos 1. Logo, eu sou o papa!

Extraído do livro O Prazer da Matemática
de N.B. da Providência



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!