A Lei do Funil

Larga para alguns (poucos), estreita para todos os outros!

Aqui se fala, umas vezes a sério outras a brincar, de coisas que nos irritam, alegram, entristecem ou, muito simplesmente, nos enfadam.

2011-07-14

Quem foram os responsáveis pela quebra da confiança dos mercados financeiros na unidade da Zona Euro?

angela-merkel_the dark_side_of_EU

É sempre bom perceber o que está por trás de certas alterações que ocorrem no mundo que nos rodeia e que por vezes se afiguram inexplicáveis.

João Castro presenteia-nos agora com uma explicação sobre quem foram os responsáveis pela quebra da confiança dos mercados financeiros na unidade da Zona Euro depois de, há um mês atrás, nos ter iluminado com a resposta ao enigma sobre "Por que é que os economistas aparentam saber tão pouco sobre a economia?".

A Alemanha (via Srª Merkel) não só violou as normas comunitárias como depois fez batota ...
Leiam que irão decerto ficar mais sábios!
«(...)
3.À chegada da recessão, no final de 2008, a Alemanha pediu solidariedade no combate à crise. Não estaria certo que alguns países se furtassem ao esforço colectivo beneficiando do sacrifício financeiro dos outros. Logo aqui, porém, a Alemanha pressionou todos os estados membros a introduzirem um subsídio temporário à aquisição de carros novos. Depois, violou as normas comunitárias ao conceder apoios directos à sua indústria automóvel. Finalmente, fez batota ao condicionar essas ajudas à garantia de que os fabricantes eliminariam postos de trabalho na Bélgica, em Inglaterra e em Espanha, mas não na própria Alemanha.

4. A grande viragem veio no princípio de 2010, quando, convicta de que, para ela, o pior já passara, a Alemanha proclamou o princípio "cada um por si" e declarou que cada estado deveria tratar de reequilibrar rapidamente as suas contas públicas sem contar com a ajuda dos restantes. A solidariedade implícita entre os países da Zona Euro fora definitivamente revogada e os mercados entenderam o que isso significava. Os juros das dívidas soberanas dos países mais fragilizados começaram de imediato a divergir dos da alemã.
Foram, pois, Merkel e o PPE os responsáveis pela quebra da confiança dos mercados financeiros na unidade da Zona Euro

5. Considerada no seu conjunto, a Zona Euro tem uma situação financeira equilibrada, tanto interna como externamente. Mas isso torna-se irrelevante para os credores se a coesão deixa de preocupar as autoridades políticas e monetárias europeias, como é vontade assumida do Partido Popular Europeu que por agora comanda os destinos do Continente. Foram, pois, Merkel e o PPE os responsáveis pela quebra da confiança dos mercados financeiros na unidade da Zona Euro.
(...)»



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!